Museus estão entre os atrativos turísticos mais visitados no Brasil

O turismo cultural vem atraindo cada vez mais o interesse de visitantes nacionais e internacionais que viajam pelo Brasil. O país, que já ocupa o 8º lugar em recursos culturais em um ranking de 141 países, possui mais de 3 mil museus em funcionamento em todos os estados brasileiros. Somente os administrados pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), receberam em 2016 quase um milhão de visitantes.

Para auxiliar os amantes de história e cultura a deixar a experiência das viagens culturais mais completa, a Agência de Notícias do Turismo selecionou alguns roteiros integrados para o turista conhecer os museus e os principais atrativos em seus arredores.

Museu Imperial – Petrópolis (RJ)

Reprodução/MTur

Reprodução/MTur

Museu número um em visitação no país, recebeu 1/3 (321,6 mil) dos visitantes de todos os 30 administrados pelo Ibram em 2016. Depois dele estão o Museu da Inconfidência, em Ouro Preto (MG), onde fica o Panteão dos Inconfidentes, com um público de 156.570 pessoas; e o Museu Histórico Nacional, na cidade do Rio de Janeiro, com 123.370 visitantes, um dos maiores e mais importantes do país.

Localizado no antigo Palácio Imperial de Petrópolis, o Museu Imperial era a casa de verão da família real brasileira. O palácio, onde o visitante se familiariza com o passado da realiza é um dos principais atrativos da Região Serrana do Rio de Janeiro.

O roteiro turístico, que tem entre outros destinos as cidades de Teresópolis, Friburgo e a Serra dos Órgãos, ainda é conhecido por outros espaços culturais, como o Palácio Rio Negro, que foi residência oficial de verão de Presidentes da República como Getúlio Vargas, Juscelino Kubitschek e João Goulart; e a Casa de Santos Dumont. O turista que visitar a cidade pode aproveitar, ainda, o clima ameno, cervejarias artesanais e boa gastronomia.

Palácio Conde dos Arcos – Goiás (GO)

Visitar Goiás (GO), antiga capital do estado e Patrimônio Cultural da Humanidade, é viajar pelo Centro Oeste colonial nos museus da Boa Morte e das Bandeiras. No centro histórico, o turista ainda encontra o Palácio Conde dos Arcos, antiga sede do governo, e a casa da poetisa Cora Coralina, ambos da lista dos outros 3.200 museus mapeados pelo Ibram. Essa rede de espaços culturais e atrativos turísticos tornam a viagem uma experiência ainda mais enriquecedora para o turista.

Museu da Abolição – Recife (PE)

Reprodução/Museu da Abolição

Reprodução/Museu da Abolição

Quem visita Recife (PE), pode conhecer, além do belo litoral pernambucano, muitos atrativos históricos e culturais, entre eles, o Museu da Abolição, um centro de referência da cultura afro-brasileira na sede do Engenho Madalena.

Depois de se inteirar sobre a abolição, que teve entre seus líderes o pernambucano Joaquim Nabuco, o turista pode conhecer o Marco Zero e o Paço do Frevo, no Centro Histórico, um espaço repleto de outros atrativos, além de visitar Olinda com suas igrejas, ladeiras e casario colorido, que fazem do conjunto arquitetônico Patrimônio Cultural da Humanidade.

Museu Paraense Emílio Goeldi – Belém (PA)

No Norte do Brasil, uma das instituições científicas mais respeitadas e visitadas é o Museu Paraense Emílio Goeldi, em Belém, com 151 anos de pesquisas nas áreas de ciências naturais e humanas relacionadas à Amazônia.

O museu fica encravado no meio de um parque zoobotânico. Conhecer Belém é, também, vivenciar os costumes e sabores da floresta. Parte dos atrativos que levam o turista a viajar pelos encantos do Pará, fica na Estação das Docas, no cais turístico de Belém, e em torno do Mercado do Ver-o-Peso, ambos nas margens da baia de Guajará.

Museu das Missões – São Miguel das Missões (RS)

Reprodução/MTur

Reprodução/MTur

Localizado no Sítio Arqueológico de São Miguel Arcanjo, Patrimônio Cultural da Unesco, o museu reúne a maior coleção de imagens sacras, fragmentos missioneiros e arte barroca produzidos pelos índios guarani nas reduções jesuíticas. O material catalogado no museu foi recolhido nas ruínas, que podem ser visitadas no antigo território indígena que foi disputado pelos portugueses e espanhóis durante a colonização.

Casa Histórica de Alcântara – São Luís (MA)

A Casa Histórica de Alcântara é outro exemplo de visita ao passado do Brasil para quem visita São Luís e resolve fazer a travessia da baia de São Marcos até a cidade histórica maranhense. Depois de conhecer ruínas e casario colonial de Alcântara e da capital, outro Patrimônio Cultural da Humanidade, o turista também pode se aventurar pelos Lençóis Maranhenses, um parque nacional formado por extensas dunas intercaladas por lagoas e contornado pelo rio Preguiças.

Ministério do Turismo

Fonte: Bonde. O seu portal

%d blogueiros gostam disto: